Publicidade - OTZAds

Confira o passo a passo para realizar seu consórcio 

Confira o passo a passo para realizar seu consórcio 

Na hora de conquistar bens tão sonhados, que requerem grandes investimentos, alguns meios podem ajudar a tornar essas aquisições realidade. É o caso do consórcio, que tem muitas vantagens. Você sabe o que é um consórcio? Ele é uma forma de poupança realizada em conjunto com um grupo que possui os mesmos objetivos que você. Logo, funciona por meio de investimentos a longo prazo. Se você se interessa por esse modelo de investimento e deseja entender como fazer um consórcio, confira abaixo o passo a passo!

Para aprender como fazer um consórcio, conhecer o passo a passo é essencial | Foto: Freepik

Publicidade - OTZAds

Como entrar em um consórcio: passo a passo 

Para entrar em um consórcio, é possível ingressar em um que já esteja em andamento, com formação estabelecida, ou em um que ainda está reunindo a quantidade necessária de indivíduos para o grupo. A forma mais comum é comprar uma cota de um grupo que ainda não está fechado, antes da primeira Assembleia Geral Ordinária com os os participantes. Como o Banco Central do Brasil é um responsável pelo controle de normas e supervisão dos consórcios, é possível entrar no site para buscar um grupo em formação a partir de uma administradora autorizada. 

Entretanto, se você se identificar com a estrutura de um grupo já formado, também é possível entrar mesmo após a primeira assembleia. Nesse caso, será possível entrar apenas se existir uma cota vaga, ou se algum consorciado deixou o grupo, liberando uma cota. Você também pode comprar uma cota de algum consorciado que queira vendê-la, assumindo o lugar dele por transferência. Será preciso pagar a mesma quantia de prestações que os outros já pagaram, e as responsabilidades do consorciado anterior agora serão integralmente suas, como novo membro.

Após entender como fazer um consórcio e qual forma de entrada faz mais sentido para você e seus objetivos, algumas etapas serão vivenciadas ao longo desse processo. Para realizar um consórcio, você deve:

1- Escolha uma boa administradora 

A melhor forma de se fazer um consórcio é por meio da contratação do serviço de uma administradora, para mediar todas as relações entre o grupo de consorciados e garantir que todos sejam contemplados devidamente. Como é a administradora que tomará conta do processo, realizando as assembleias e sorteios, é essencial que ela seja de confiança, para que seu investimento seja seguro. 

Publicidade - OTZAds

Inicie o consórcio apenas com uma administradora regularizada pelo Banco Central do Brasil, devidamente autorizada e cadastrada na Associação Brasileira de Administradoras de Consórcio (ABAC). Vale também checar o histórico da administradora antes de oficializar um contrato, pesquisando sobre possíveis reclamações de clientes antigos e pessoas que já tiveram uma experiência com consórcio pela empresa. Verifique se, no caso de reclamações, elas foram resolvidas e tiveram o desfecho desejado para o prosseguimento do consórcio. 

2 – Determine o tipo de consórcio 

Além do modo escolhido de como fazer um consórcio, e se a sua entrada ocorrerá em um grupo já existente ou ainda em formação, saber qual o tipo de consórcio ideal para você é muito importante nesse passo a passo. Há vários grupos de consorciados com objetivos diferentes, alguns com o desejo de comprar um imóvel, outros um carro ou até uma viagem. Isso implica também em uma diversidade nas formas de parcelamento, no valor das parcelas e na duração do consórcio, e em quanto tempo você será contemplado. 

Assim, veja as condições de cada tipo de consórcio e quais encaixam melhor nos seus objetivos e condições financeiras, para que, no fim, o investimento corresponda às suas expectativas. Estabelecer o valor do bem a ser adquirido e das parcelas, é um passo importante nesse contexto: o valor mensal não deve ultrapassar 30% da sua renda.

3 – Participe das assembleias 

Normalmente, a cada mês a administradora do seu consórcio irá convocar uma Assembleia Ordinária com o grupo para realizar um sorteio de cartas de crédito. Esse sorteio implica diretamente na ordem com que cada consorciado será contemplado com seu bem: se você for o primeiro a ser sorteado na assembleia, isso significa que você será o primeiro a poder adquirir seu bem e ser contemplado com uma carta de crédito para a escolha do destino de seu investimento. 

É preciso sempre estar com as parcelas em dia para poder participar dos sorteios, e, se você desejar fazer um lance no sorteio, pagando um valor acima da parcela mensal, isso pode ajudar a antecipar a retirada da carta de crédito, fornecendo vantagens no sorteio.

4 – Seja contemplado 

Ao fim do período do consórcio, o objetivo é que todos do grupo tenham contribuído igualmente nas parcelas e agora possam ser contemplados com o crédito para comprar seus bens. Isso acontece por meio do sorteio, já pré-determinado no contrato em suas condições. 

Publicidade - OTZAds

Quando chegar a sua vez de ser sorteado, a carta de crédito é repassada para que você receba o valor integral necessário para adquirir o bem contratado no consórcio. Se o valor do bem for menor do que o do crédito, o saldo restante poderá quitar as parcelas ainda restantes do consórcio. É preciso se manter atento a alguns prazos e condições após a contemplação. Em caso de uso não imediato do valor, ele poderá ser investido para que não se perca o valor de compra.

 

Meta-descrição: Saiba como fazer um consórcio por meio de um passo a passo e quais são as suas vantagens na hora de poupar dinheiro para aquisição de bens. 

2 comentários

Deixar uma resposta